quinta-feira, dezembro 01, 2005

Provérbios Impopulares

Vão ser retirados de circulação linguística, todos os provérbios que façam referência a aves. Esta medida preventiva vem na sequência de todas as outras e tem como principal preocupação tentar minimizar o perigo de uma pandemia. A decisão está tomada, será adoptada imediatamente e por tempo indefinido até a crise aviária ser ultrapassada.Recomenda-se que todos os que gostam de usar provérbios no seu quotiniano, respeitem as seguintes recomendações.

A) A galinha da vizinha é mais gorda que a minha.
Passa a: A mulher do vizinho é menos gorda que a minha.

B) Grão a grão enche a galinha o papo.
Passa a: Grão a grão enche o aspirador o saco.

C) Mais vale um pássaro na mão que dois a voar.
Passa a: Mais vale um pêssego na mão que dois no pomar.

D) Cuidados e caldos de Galinha, nunca fizeram mal a ninguém.
Passa a: Cotoveladas e caldos no pescoço, nunca fizeram mal a ninguém.

E) O primeiro milho é para os pardais.
Passa a : O primeiro sémen é para os lençóis.

F) Por morrer uma andorinha não acaba a Primavera.
Passa a: Por morrer uma doninha não acaba o mau cheiro.

G) Não se deve contar com o ovo no cu da galinha.
Passa a: Não se deve contar com o dedo no cu da professora.

H) Gaivotas em terra tempestade no mar.
Passa a: Judiciária em terra trafico de droga no mar.


Acho que esta imagem diz tudo o que vai na cabeça de muita gente.

Benvindos! Não sei se isto é para ir para a fente mas não tinha nada para fazer, então criei este blog.